escoliose

Escoliose: tratamentos não cirúrgicos

A anomalia chamada de escoliose é caracterizada por curvaturas de angulação anormal em forma de C ou de S, quando a coluna é vista de frente, sendo que deveria ter aparência alinhada. 

Na maioria dos casos, essa deformidade é idiopática, ou seja, não é possível identificar as causas reais que levaram ao desvio. Para saber mais sobre as formas de lidar com esse problema sem precisar entrar na sala de cirurgia, continue a leitura.

Escoliose tem cura?

Casos de escoliose não têm cura e os quadros mais severos necessitam de intervenção cirúrgica. Entretanto, quando a angulação não é tão acentuada, pode-se lançar mão de tratamentos para estabilizar o quadro e melhorar a qualidade de vida do indivíduo, preservando-o de ter que se submeter a uma cirurgia.

Tratamentos para casos não cirúrgicos

Existem alguns tratamentos que, ao fortalecer a musculatura do indivíduo e corrigir compensações que o próprio corpo faz para manter o equilíbrio, ajudam a retardar a progressão dos desvios na coluna e proporcionam ao indivíduo uma vida sem grandes complicações devidas a esse problema.

Um diagnóstico precoce, com avaliação de um profissional qualificado do histórico do indivíduo e das particularidades do desvio da estrutura óssea podem ser grandes aliados no progresso dos tratamentos. A seguir, conheça algumas das formas mais comuns de tratar quadros de escoliose sem cirurgia,

Coletes ortopédicos

Existem, no mercado, diferentes tipos de coletes ortopédicos que podem ajudar a posicionar a coluna para evitar uma compensação do próprio corpo que piore os quadros de escoliose.

O uso do colete ajuda a evitar que a curvatura da escoliose se intensifique, estabilizando o quadro e evitando a mesa de cirurgia. Entretanto, como existem tipos diferentes de colete, ele nunca deve ser utilizado sem uma avaliação médica para a indicação do modelo correto para o quadro em particular.

Reeducação Postural Global

A Reeducação Postural Global (RPG) pode ser utilizada como meio de tratamento para curvaturas moderadas, de até 40º. Esse tratamento atua fortalecendo a musculatura para uma correção geral da postura, equilíbrio e respiração, impedindo que o indivíduo siga com maus hábitos posturais que intensifiquem a angulação da escoliose.

Fisioterapia

A fisioterapia, em muitos casos, tem bons resultados quando aliada ao tratamento com colete. Com a ajuda de exercícios e estímulos musculares para a estabilização do quadro de escoliose, a fisioterapia reabilita o indivíduo para que não dependa do colete para manter o posicionamento corporal correto que impede o avanço da curvatura.

Tratar a escoliose é importante

Como a escoliose é um quadro que só se cura totalmente com a cirurgia corretiva, é importante estar atento aos sinais e buscar ajuda de um especialista para que ela seja identificada precocemente e os tratamentos corretivos sejam feitos o mais rápido possível, evitando a necessidade da intervenção cirúrgica.

 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião de coluna vertebral em Cuiabá!

Comentários
Powered by Rock Convert
Dr. Carlos Augusto Costa Marques

Posted by Dr. Carlos Augusto Costa Marques