Osteoporose

Osteoporose: como prevenir?

Você sabia que 1 em cada 3 mulheres, e 1 em cada 5 homens, com mais de 50 anos terá uma fratura osteoporótica no mundo todo? Esses dados são da Federação Internacional da Osteoporose (IOF). O órgão também estima haver cerca de 8,9 milhões de fraturas ósseas por ano, causadas pela osteoporose, no planeta. 

Já no Brasil, existem cerca de 10 milhões de pessoas com a doença, conforme levantamento do Ministério da Saúde. A osteoporose é uma doença que afeta os ossos, principalmente de pessoas acima dos 45 anos. O distúrbio provoca graves limitações de movimento e, com isso, prejudica fortemente a qualidade de vida dos idosos.

Uma das consequências sérias da doença é a fratura de fêmur, responsável por afastar o paciente de suas atividades por cerca de oito semanas. Além disso, a osteoporose facilita a ruptura dos ossos do quadril e da coluna. Com a falta de mobilidade do indivíduo, outras doenças encontram brechas para se instalar, como a pneumonia, além da perda da musculatura.

Entenda mais sobre a doença e os meios de preveni-la, a seguir.

O que é a osteoporose?

Osteoporose significa “osso poroso”. Esta condição se desenvolve silenciosamente ao longo de anos. Por isso, ela é uma doença progressiva. O enfraquecimento dos ossos facilita a ocorrência de fraturas, muitas vezes causadas por acidentes leves, ou mesmo por estresse.

Além disso, o paciente apresenta perda de altura, provocada pelo arredondamento da parte superior das costas, condição conhecida como corcunda.

A perda óssea é mais acentuada em mulheres no período da menopausa. Isso ocorre devido à perda de estrogênio após os 50 anos de idade, hormônio que também contribui para a saúde óssea.

Mas, os homens precisam ficar alerta: cerca de 15% da população masculina acima dos 65 anos apresenta osteoporose. O estilo de vida dos homens, além da maior negligência com a saúde por parte deles, aumenta os riscos da doença neste público.

Fatores que contribuem para o desenvolvimento da enfermidade nos homens, e consequente risco de fraturas, incluem:

  • alcoolismo;
  • tabagismo;
  • uso de glicocorticoides;
  • hipogonadismo, causado por câncer de próstata.

Se você é jovem, provavelmente não deve estar preocupado com uma doença que atinge, geralmente, pessoas maduras. Mas, saiba que algumas atitudes tomadas hoje podem evitar, ou postergar, o surgimento da doença.

Se você se preocupa com a sua saúde daqui a alguns anos, veja como é possível prevenir o desenvolvimento da osteoporose com algumas dicas simples.

Como prevenir a osteoporose?

Siga as recomendações abaixo e previna o desgaste prematuro dos ossos.

Cálcio

A ingestão de cálcio na quantidade diária recomendada é um ótimo começo para a prevenção da osteoporose. Equilibrar os níveis de cálcio no organismo é extremamente importante, já que o corpo perde a substância todos os dias. 

Fique atento às quantidades recomendadas pela Academia Americana de Ciências:

  • Homens e mulheres de 9 a 18 anos: 1.300 mg por dia;
  • Mulheres e homens de 19 a 50 anos: 1.000 mg por dia;
  • Mulheres grávidas ou amamentando até 18 anos: 1.300 mg por dia;
  • Gestantes ou lactantes de 19 a 50 anos: 1.000 mg por dia;
  • Mulheres e homens com mais de 50 anos: 1.200 mg por dia.

O cálcio não está apenas no leite. As principais fontes da substância incluem:

  • queijo;
  • iogurte;
  • sardinha;
  • folhas verdes, como brócolis e couve.

Vitamina D

A recomendação diária é de 200 a 600 unidades internacionais de vitamina D. A substância contribui para a absorção de cálcio pelo organismo, por isso, a vitamina é essencial. 

Uma excelente fonte de vitamina D é a luz solar direta. Mas, se você não consegue sair do escritório o suficiente para caminhar sob o sol, peça orientação médica para a ingestão de suplementos vitamínicos. É essencial a orientação médica, já que o excesso de vitamina D é tóxico para o fígado.

Proteínas

As proteínas aumentam a densidade mineral dos ossos, tornando-os mais fortes. Por isso, é recomendado ingerir 0,4 gramas por quilo corporal. Basta calcular o seu peso pela medida indicada, para obter o nível de proteína correto para o seu corpo.

As proteínas estão mais presentes em carnes e outros alimentos de origem animal, como ovos, leite e seus derivados. Também existem as proteínas de origem vegetal, presentes no feijão, lentilha, grão-de-bico, soja, nozes, castanhas e amêndoas.

Exercícios físicos

Os exercícios físicos fortalecem os músculos e ossos. Com isso, ocorre a redução considerável da perda óssea em praticantes regulares de atividades físicas. Além disso, a atividade contribui para o equilíbrio do corpo, prevenindo quedas e, consequentemente, as fraturas.

A osteoporose não deve ser vista como uma doença de pessoas idosas. Ela é uma realidade para pessoas que não cuidam da saúde precocemente. Como vimos acima, é possível reduzir as chances futuras da doença, com atitudes simples agora!

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião de coluna vertebral em Cuiabá!

Comentários
Dr. Carlos Augusto Costa Marques

Posted by Dr. Carlos Augusto Costa Marques