estiramento lombar

Estiramento lombar: como evitar?

O estiramento muscular lombar é uma das causas mais comuns de dor nas costas. A região lombar tem a função de suportar boa parte do peso corporal. Tem, ainda, participação na movimentação, flexão e torção, o que aumenta a propensão de tensão na área.

O estiramento ocorre quando as fibras musculares esticam de maneira anormal e podem até se romper. Se a coluna lombar é tensionada ou excessivamente torcida, os tecidos moles podem estirar e inflamar. A partir dessa inflamação, surgem sintomas incômodos, como dor local e espasmos musculares. A dor lombar pode irradiar para as nádegas, causar rigidez nas costas e tornar o indivíduo temporariamente incapaz de manter a postura normal. Dependendo do grau da lesão, a pessoa pode apresentar desequilíbrio, interrupção do movimento, deficiência de flexibilidade, fraqueza muscular, formigamento e dificuldade de coordenação.

Existem, basicamente, três tipos de músculos de suporte da coluna: os  extensores (dos glúteos e costas), os flexores (iliopsoas e abdominais) e oblíquos (laterais). Todos eles estão sujeitos a estiramento e seus efeitos. Essa condição pode ser evitada. Leia o artigo e confira algumas medidas para prevenir o estiramento lombar.

Combata o sedentarismo

Uma das melhores maneiras de evitar o estiramento muscular lombar é praticar atividades físicas. Ficar por muito tempo parado contribui para a flacidez e enfraquecimento da musculatura do tronco, o que deixa o corpo mais suscetível a problemas como desgaste nos músculos da coluna. Para ter músculos sempre saudáveis, eles precisam se manter firmes e lubrificados. Isso é o que a prática regular de exercícios proporciona.

Preste atenção aos treinos

Evite treinar por conta própria. Boa parte dos estiramentos musculares são provocados por displicência dos atletas que usam técnicas incorretamente, geram sobrecarga e fadiga muscular, não descansam adequadamente ou mantêm uma postura errada na execução dos exercícios.  Outros equívocos nos treinos favorecem a ocorrência de estiramento, como por exemplo, a contração rápida e demasiadamente explosiva, além da diminuição repentina da amplitude do movimento.

Aqueça, alongue e fortaleça

Para prevenir estiramento, é importante investir em treinos funcionais e treinos educativos de corrida. É importante o fortalecimento muscular por meio da musculação, além de aquecimento e alongamento para evitar lesões.

Alimente-se bem

A alimentação é essencial para saúde muscular e prevenção de lesões. Uma alimentação balanceada, com bom aporte de nutrientes, é fundamental para manter a musculatura forte. Além disso, a hidratação adequada também contribui para evitar estiramento lombar.

Se mesmo adotando esses cuidados, você sentir dor lombar que persista por vários dias, é importante buscar o diagnóstico adequado. Para confirmar o diagnóstico, o médico pode solicitar exame de raio-X  ou ressonância magnética. Esses testes também servem para excluir outras possíveis causas, como lesão discal.

Identificado o problema, o tratamento deve ser iniciado. O protocolo terapêutico do estiramento lombar inclui curto repouso muscular e, eventualmente, uso de anti-inflamatório, analgésico e relaxante muscular prescritos pelo especialista. Se não houver melhora, o médico pode recomendar fisioterapia, massagem suave, hidroterapia, aplicação de gelo, estimulação elétrica e exercícios de alongamento.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião de coluna vertebral em Cuiabá!

Comentários
Dr. Carlos Augusto Costa Marques

Posted by Dr. Carlos Augusto Costa Marques