Escoliose

Como é o pós-operatório da cirurgia de escoliose?

Crianças, adolescentes ou adultos com escoliose acentuada (com curva superior a 50 graus) devem ser submetidos à cirurgia para correção do desvio na coluna. Deformidades graves nos ossos vertebrais tendem a progredir durante e após a fase de desenvolvimento da criança ou do adolescente, prejudicando a saúde e a qualidade de vida dessas pessoas.

De todo modo, a recomendação da cirurgia deve ser discutida com um cirurgião de coluna para que os fatores envolvidos sejam considerados. Quando a indicação é cirúrgica, o método utilizado é a artrodese da coluna. A artrodese consiste na fusão das vértebras para que a coluna fique sólida e ereta. 

Antes da realização da cirurgia, é importante ter em mente todo o processo pós-operatório. A recuperação necessita de diversos cuidados ao longo de meses, um ano ou mais. A reabilitação total do paciente demora cerca de 6 a 12 meses após a cirurgia. Esse é o tempo necessário para a consolidação correta da coluna operada.

Portanto, durante esse período, é necessário se afastar de algumas atividades para que não haja intercorrências no restabelecimento da saúde do paciente.

Saiba mais sobre o pós-operatório da cirurgia de escoliose a seguir.

Reabilitação da cirurgia de escoliose

Após ser submetido à cirurgia de escoliose, o paciente deve permanecer no hospital por cerca de quatro a sete dias. O operado também deve ficar imóvel por um ou dois dias. 

O retorno ao trabalho ou à escola ocorre somente após duas ou quatro semanas, a depender de cada paciente. De todo modo, mesmo após o retorno a essas atividades, o paciente deve respeitar algumas limitações, como evitar determinados movimentos. 

Contraindicações durante o pós-operatório

Existem diversos cuidados que devem ser primordiais durante a recuperação do paciente com escoliose. Alguns deles, mais importantes, incluem:

  • não fumar – a nicotina é uma substância que dificulta o crescimento dos ossos. Seja o fumante ativo, passivo, ou aquele que utiliza pastilhas ou adesivos de nicotina, deve encerrar esse tipo de situação. Caso contrário, existe grave risco de falha na fusão espinhal, necessária para a consolidação dos ossos da coluna. É necessário parar de fumar antes mesmo da cirurgia, conforme indicação médica.
  • perder peso – pessoas acima do peso são mais prejudicadas no processo de recuperação pós-operatória. Isso ocorre porque o excesso de peso, além de pressionar a coluna, também gera inflamações no organismo, que podem impedir a consolidação normal das vértebras.
  • tratar a depressão – pacientes depressivos também têm maior risco de complicações pós-cirúrgicas. Isso ocorre pelo histórico de dificuldades desses pacientes em seguir as recomendações médicas.
  • estilo de vida – a depender dos hábitos de vida do paciente, como histórico de abuso de álcool, dentre outros fatores, pode haver riscos para a recuperação normal após a cirurgia. 

Cuidados em casa

Para que o tratamento saia dentro do esperado, é importante fazer um planejamento sobre a recuperação pós-cirúrgica em casa. Isso evita diversos problemas e frustrações que prejudiquem a reabilitação.

Em casa, é importante que o paciente e a família se programem para as seguintes situações:

  • local em que o paciente irá dormir – a cama não pode ser muito alta e nem muito baixa. A altura da cama deve possibilitar que o paciente se sente sozinho e possa deitar, mantendo as costas retas e os joelhos juntos.
  • evitar andares em que o paciente precise subir escadas;
  • ter alguém que possa cozinhar alimentos saudáveis durante o período de recuperação, principalmente durante as primeiras semanas após a cirurgia;
  • ter um suporte para o uso do vaso sanitário nas primeiras semanas de recuperação;
  • ter uma garra para pegar objetos próximos, já que é necessário evitar movimentos nos primeiros dias posteriores à cirurgia;
  • evitar contato com animais de estimação e manter o ambiente da casa sempre limpo para evitar possíveis infecções.

Cuidados com curativos

O paciente sai do hospital com um curativo cirúrgico nas costas, que deve cobrir o local da incisão. O curativo deve ser mantido seco e limpo para prevenir infecções.

Nos primeiros dias, não é recomendado tomar banho de chuveiro.

Primeira caminhada após a cirurgia

Alguns pacientes podem ter dificuldades para caminhar, após dois ou três dias da cirurgia. Pode haver dor, cansaço e tontura. No entanto, é importante dar pequenos passos para proporcionar maior flexibilidade e fortalecer as costas. 

A caminhada pode ser feita no quarto em que o paciente estiver internado, desde que o médico dê o aval. É necessário também que haja o acompanhamento de um profissional de enfermagem neste processo.

Existem diversas outras recomendações para o pós-operatório da cirurgia de escoliose. No entanto, o mais importante é seguir todas as recomendações do médico especialista responsável pela operação. Uma delas é tomar os medicamentos certos no horário determinado, e ter cuidado com movimentos inadequados na fase de consolidação da coluna. Seguindo tudo à risca, a reabilitação será tranquila.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião de coluna vertebral em Cuiabá!

Comentários
Dr. Carlos Augusto Costa Marques

Posted by Dr. Carlos Augusto Costa Marques