cirurgia de coluna

Conheça os principais tipos de cirurgia de coluna

Dentre os vários tipos de cirurgia que existem, uma das mais complexas e que requerem especialização e inovação cada vez mais evolutivas é a de coluna. São diversos os problemas que afetam a coluna do ser humano, e o grau de complexidade dessa cirurgia pode variar e exigir um procedimento que pode ser mais ou menos simples ou invasivo.

Com a constante evolução das técnicas cirúrgicas, as incisões na região da coluna tendem a ser menores, os procedimentos, mais “engenhosos”, e a recuperação, mais rápida. Por isso, esqueça aquelas aparelhagens imensas de aço e os meses na cama.

É importante salientar que as cirurgias são indicadas apenas em casos extremos, quando os tratamentos convencionais não funcionam. Esses tratamentos englobam fisioterapia, hidroterapia, reeducação postural global (RPG), reequilíbrio da coluna vertebral (RCV) e pilates, além da utilização de medicamentos e bloqueios específicos que aliviam dores e inflamações.

A “epidemia” da dorsalgia e lombalgia

Segundo dados do INSS, a dorsalgia e a lombalgia (nome utilizado para designar as dores nas costas) foi a doença que mais afastou os trabalhadores das funções que eles exerciam no momento do afastamento. Foram mais de 83 mil casos em 2017, e a condição lidera a lista de doenças referentes ao auxílio-doença há mais de 10 anos. Essa enfermidade fica à frente das fraturas da perna e do tornozelo e das doenças psicológicas.

O que agrava o problema, além da má postura, são os esforços excessivos, a atividade física sem acompanhamento e os acidentes, que acabam causando quedas. Outras doenças que podem causar dorsalgia são os tumores ( benignos ou malignos) .

Cirurgias convencionais e minimamente invasivas

Como dito anteriormente, dependendo do paciente (e do cirurgião), os procedimentos podem ser convencionais, com uma grande incisão e uma recuperação um pouco mais lenta; ou minimamente invasivos, que utilizam técnicas avançadas, têm recuperação mais rápida e menores lesões nos tecidos, porém possuem um custo maior e nem sempre estão disponíveis .

Exemplos de cirurgia de coluna

As doenças de coluna mais comuns que acometem um paciente são: luxações e fraturas na coluna, tumores ósseos ou metástases, deformidades acentuadas (cifoses, escolioses), infecções e hérnias de disco.

Além de injeções, radiofrequência e infiltrações, existem as convencionais ou “invasivas abertas”, como a artrodese, para deformidades, e a laminectomia (remoção de uma ou mais lâminas vertebrais).

Aquelas consideradas minimamente invasivas têm como exemplos:

  • discectomia endoscópica: remoção de fragmentos de disco com hérnia ou que possuam protuberância e pressionem os nervos, causando desconforto e dor. Para isso, é utilizada uma câmera, a incisão feita tem menos de 1 cm, e é possível caminhar no mesmo dia;
  • cifoplastia: técnica utilizada principalmente para corrigir fraturas provenientes de osteoporose;
  • biópsia da coluna: quando há análise do material, em casos de tumores ósseos;
  • foraminotomia: procedimento indicado para aliviar a pressão sobre os nervos que passam através dos forames intervertebrais — ou seja, os espaços entre as vértebras por onde passam os nervos espinhais;
  • artrodese: cirurgia feita em articulações que não são mais tratáveis, com medicamentos ou outras técnicas normalmente indicadas.

Agora você já conhece um pouco sobre cirurgia de coluna.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder os seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião de coluna vertebral em Cuiabá!

Comentários
Dr. Carlos Augusto Costa Marques

Posted by Dr. Carlos Augusto Costa Marques