cifose

Cifose – Sintomas, causas e tratamento

Nossa coluna vertebral é dividida em três grandes regiões: cervical, torácica e lombar. Cada uma dessas partes possui uma curvatura própria, que é natural, e perceptível quando vista de lado. Esse formato curvo, ajuda a absorver as cargas aplicadas à coluna pelo peso do corpo. O pescoço (coluna cervical) e a região lombar têm uma curvatura interna chamada de lordose, em forma de C. Já a região entre essas duas, a parte torácica, tem sua curvatura no sentido oposto, que é chamada de cifose. Mas, se a cifose é uma curvatura normal da coluna, por que é o nome de um diagnóstico? Eu sei, pode parecer confuso às vezes. Quando utilizamos o termo cifose para falar de um “problema” de coluna, estamos falando da hipercifose, aquela anormal, exagerada. Essa, sim, pode causar danos à saúde e ao bem-estar do paciente. No entanto, a boa notícia é que existe um tratamento. Sendo assim, este artigo foi feito para abordar os principais pontos a respeito da cifose anormal. Acompanhe todos os detalhes!

Quais são os sintomas da cifose?

Quem tem deformidade na cifose apresentará esse problema através de, o que chamamos de, uma corcunda. Quando é muito evidente, o primeiro sinal é a aparência. A deformação se instala aos poucos e não necessariamente vem acompanhada de sintomas. Quando eles se manifestam, os mais comuns são:
  • dores na região torácica;
  • fadiga;
  • rigidez nas costas.
Na maioria das vezes, esses sintomas permanecem, ou seja, não progridem e pioram com o tempo. Em contrapartida, a cifose pode piorar e progredir na má postura, deixando a curvatura ainda mais proeminente. Dessa forma, depois de algum tempo a coluna pode facilmente comprimir a medula espinhal. Se isso acontecer, alguns sintomas neurológicos podem se manifestar, como fraqueza ou perda do controle do intestino e bexiga. Além disso, os casos mais graves de cifose torácica também podem diminuir a quantidade de espaço no peito, o que causa problemas cardíacos e pulmonares. Logo, haverá dores no peito ou falta de ar com insuficiência pulmonar ou cardíaca.

Qual é o tratamento para a cifose anormal?

O tratamento varia a depender da gravidade do problema. No entanto, não é necessário se preocupar, o tratamento não cirúrgico é o mais comum. São indicados analgésicos leves e anti-inflamatórios para ajudar com os sintomas. A fisioterapia também é realizada em complemento à medicação. Com isso, essas curvas não pioram com o tempo, não levam a complicações e a cirurgia será desnecessária. Após os cuidados iniciais, se o paciente ainda estiver com essa curvatura exagerada crescendo, uma cinta pode ser eficaz durante o tratamento. Da mesma forma, há recomendação de aparelhos externos em casos com curvas de pelo menos 45 graus, podendo ser realizados até que não haja mais o crescimento. Por fim, os exames de raio-X são frequentemente usados ​​para monitorar o grau de cifose ao longo do tempo. Há sim alguns casos em que os médicos recomendam cirurgia para cifose. O objetivo da cirurgia é corrigir parcialmente a deformidade, aliviar a dor e melhorar o alinhamento geral da coluna vertebral. Além disso, as indicações para a cirurgia só existem quando a curvatura é superior a 75 graus, a dor insuportável, ou que o paciente tenha queixas neurológicas, cardíacas ou pulmonares. O tratamento cirúrgico, quanto mais cedo for realizado terá melhores resultados. Por isso, ao notar alguns desses sintomas acima mencionados, procure um médico imediatamente. Somente ele poderá dar o diagnóstico certo para cada situação. Mesmo não sendo o caso de cirurgia, quanto antes for detectada, mais fácil será corrigir o problema. Quer saber mais? Clique no banner.
Comentários
Powered by Rock Convert
Dr. Carlos Augusto Costa Marques

Posted by Dr. Carlos Augusto Costa Marques