câncer de coluna

Câncer de coluna: sintomas, causas e tratamentos

Quem nunca sofreu com qualquer dor na coluna vertebral? Esse tipo de problema é um dos que mais afetam pessoas em todas as idades e pode ter origens diversas. No entanto, há casos que precisam de uma atenção maior, já que podem indicar algo mais grave, como o câncer de coluna. Saiba quais são os sintomas, as possíveis causas e as formas de tratamento dessa doença.

O que é e qual a origem?

O câncer de coluna é caracterizado pela presença de tumores na região vertebral do sistema esquelético. Eles surgem a partir da reprodução e do crescimento desordenado das células no organismo, que se agrupam em determinada região e formam uma massa.

A principal causa do câncer na região vertebral são as metástases, em que as células cancerígenas de determinada parte se espalham para outras áreas do organismo. Neste caso, os mais comuns são os tumores na mama, na próstata e no pulmão.

Outras causas desse tipo de câncer são os gliomas, que se originam a partir de outras células da medula espinhal, e os sarcomas, uma variedade que se desenvolve a partir de certos tecidos, como ossos e músculos — no caso, a origem são os tecidos conjuntivos que compõem a coluna vertebral.

Sintomas do câncer de coluna

Um dos grandes obstáculos com relação ao diagnóstico desse tipo de câncer é o fato de ser um tipo de tumor pouco comum. Além disso, os sintomas dele são muito parecidos com os de outras doenças na região, como problemas degenerativos causados pelo envelhecimento, lesões causadas por esforço ou má postura e traumatismos.

Os sintomas mais usuais do tumor na coluna são dores nas costas, geralmente progressivas, agudas e sem relação direta com atividade física, alterações na sensibilidade, fraqueza muscular, formigamento e paralisia nos braços ou nas pernas e problemas intestinais ou no trato urinário .

O diagnóstico da doença é confirmado somente por exames de imagem, como radiografia, ressonância magnética e tomografia, que vão indicar a presença de massas. Já a cintilografia e o PET-CT podem oferecer mais informações sobre o estágio do tumor e dar uma orientação mais precisa sobre os tratamentos.

Formas de tratamento

A quimioterapia e a radioterapia são as formas de tratamento mais indicadas, principalmente em tumores que estejam em estágio inicial. Nesse caso, o oncologista também pode indicar uma cirurgia de ressecção total da lesão, a fim de removê-la por completo.

Já nos casos de tumores mais agressivos e que não estejam respondendo ao tratamento quimioterápico ou radioterápico, a cirurgia de reconstrução das partes atingidas é a mais indicada. Apesar de ser uma intervenção de grande porte, as técnicas atuais proporcionam uma operação pouco invasiva, a fim de devolver a mobilidade à pessoa e diminuir o quadro de dor.

Como se trata de uma lesão na coluna, o paciente pode apresentar problemas de mobilidade, sendo necessário também o acompanhamento de um profissional de fisioterapia, que vai trabalhar a parte motora, para que não haja o agravamento da situação.

Agora você já conhece as principais informações sobre o câncer de coluna.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder os seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião de coluna vertebral em Cuiabá!

Comentários
Dr. Carlos Augusto Costa Marques

Posted by Dr. Carlos Augusto Costa Marques